10/09/2012

SCANS HQ DE KRISTEN PARA A VOGUE UK


image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host

NOVA FOTO DESCONHECIDA DE KRISTEN


FONTE: lostslippers | Via _LoredanaP_ VIA: lasagarobsten

MAIS NOVAS FOTOS DE ROBERT A SAIR DO “Stand Up 2 Cancer”



ACTUALIZAÇÃO DE INFORMAÇÃO SOBRE “QUEEN OF THE DESERT” COM ROBERT


De acordo com  o produtor de ”A Rainha do Deserto ‘,  Elwes Cassiano , as filmagens vão começar “No início do próximo ano”
Rob mencionou durante a promoção de Cosmopolis ao TIME que ele vai começar a filmar “The Rover” em Janeiro e: no próximo verão “ Mission: Blacklist’” .



[Sobre Missão: Blackilist] Vamos filmar no Iraque no próximo verão. Em Janeiro eu irei fazer outro filme [The Rover] com David Micôd, que fez The animal um filme australiano um western futurista com Guy Pearce.


fontes: Cassian Elwes via: RP LIFE

ASHLEY GREENE FALA DE KRISTEN COMO BELLA VAMPIRA




“Todos querem ver a Bella como uma vampira”, Ashley. “Desde o início, todos sabem que há algo muito especial sobre ela e é uma espécie de f*……”
Na verdade, Kristen deixou Ashley realmente impressionada.
“Ela fez um trabalho realmente impressionante, um trabalho fantástico”, a atriz confessou.


Fonte/Via/Via/Traduçao IrmandadeRobsten via: amorrobsten

NOVAS FOTOS DE FÃS DE KRISTEN NO TIFF



ENTREVISTA DE KRISTEN E GARRETT COM CINEPLEX



 FONTE patty13May VIA:lasagarobsten

NOVAS FOTOS DE KRISTEN COM A IMPRENSA EM TORONTO


imagebam.com imagebam.com
Source VIA: @StrictlyRobsten VIA: fiercebitchstew

ENTREVISTA DE KRISTEN COM THE STAR



Foi como um choque ver Kristen Stewart curvada em uma cadeira num quarto de hotel em Toronto, aparentando um aspecto consideravelmente mais magro e menos equilibrada do que ela mostrou no Festival de Cannes em Maio. O mesmo filme está em discussão: On the Road, a adaptação de Water Salles do romance da geração beat de Jack Kerouac, o qual está recebendo o prémio norte americano em TIFF antes do lançamento de fim de ano.
A tensa expressão corporal de Stewart, 22 anos, diz tudo que precisa ser dito sobre como está difícil os quatro meses atrás para ela, durante o qual ela confessou um affair que levou ao término do seu relacionamento com Robert Pattinson, o seu namorado e colega de trabalho em Crepúsculo. Seria um erro ler muito as manchetes dos tablóides, entretanto. Stewart estava tão glamourosa no Friday’s Ryerson Theatre na carpete vermelha tanto quanto ela estava na caminhada escarlete no Palais no festival de Cannes.
A intensa experiência de gravar On the Road, a qual levou anos de planeamento e inclusive aulas de dança, leitura de textos Beat, não deixou de transformar e afetar todos os envolvidos. Esse é com certeza o caso de Stewart e também de seu colega de trabalho Garrett Hedlund, que se juntaram para um entrevista com o Star.
Dizer que esse filme  abriu-me completamente soa muito a óbvio, mas realmente abriu!” disse Stewart, que leu Kerouac pela primeira vez com 15 anos. “Eu não estou apenas a dizendo isso. O livro teve um efeito bem maior na pessoa que eu queria ser quando tinha 15 anos, o que é um tempo muito importante e formidável.
Hedlund complementa: “Como expressar o fogo que Kerouac expressou? Este foi o obstáculo e é isso que se pensa a toda hora. Mas no final do dia eu sentia-me uma pessoa mais forte. As reflexões que eu tive que fazer, os sentimentos que eu senti.. fizeram-me bem mais forte.
On the Road tem Stewart como a adolescente enigmática Marylou, a mulher que viajava e faz amor com os dois selvagens Dean Moriarty, interpretado por Hedlund, e o intelectual Sal Paradise, interpretado por Sam Riley.
De acordo com o pensamento de Stewart, a quilometragem mítica de Moriarty e Paradise - pseudónimos para os amigos da vida real Neal Cassady e Kerouac – nunca teria acontecido se não fosse por Marylou, que é baseada na primeira esposa real de Cassady, LuAnne Henderson, tinha 15 anos quando se casou.
Essa foi a ponte,” Stewart diz sobre as relações de Marylou/LuAnne ambas de amizade e amorosas entre Dean/Neal e Sal/Jack. “Eu acho que eles tinham uma certa comodidade por causa dela. Eles talvez tivessem encontrado isso através de outras coisas se ela não existisse, mas existia uma confiança que eles apenas tiveram porque a partilharam ” Complementa Hedlund, 28: “Ela era como a rapariga entre os seus irmãos gêmeos que tinham quantidades diferentes de paciência.
Stewart e Hedlund ambos estavam curiosos em saber como a audiência ia reagir com o sexo, drogas e todo aquele jazz de On the Road. Chocou muito as pessoas no final de 1950, muitos tentavam cobrir a capa do livro se estavam lendo em público.
Não é chocante usar drogas e fazer sexo promíscuo mas.” Stewart diz. “Não é muito chocante ver pessoas nuas. Eu odeio colocar dessa forma, mas quando eu li o livro eu tinha 15 anos, eu estava talvez fascinada por tentar forçar-me um pouco a ser um pouco rebelde, ou essas coisas que se faz nessa idade. Queria  forçar.
O diretor brasileiro Salles, que passou anos a trabalhar para conseguir os direitos de On the Road e também a satisfação de escrever o roteiro, diz que Marylou é um personagem fascinante e Stewart foi exatamente a mulher certa para interpreta-la. Assim que conheceu Kristen, depois de ter visto sua performance no drama Into the Wild, ele sabia que tinha encontrado sua Marylou.
Ela conhecia On the Road muito bem, mas ela também entendia Marylou de um jeito muito, muito único. E eu não pensei duas vezes. Eu  convidei-a naquele ponto porque eu queria alguém que pudesse entender o que tinha motivado esse personagem mais do que qualquer coisa. O fato que ela tinha paixão e desejo e também entendimento do personagem foi o que fez ela complexa e também muito interessante.
Fonte. via e tradução: kstewartbr

MAIS FOTOS HQ DE ROBERT NOS VMA 2012


imagebam.com imagebam.com imagebam.com  imagebam.com 

FOTO PROMO DE BD2 COM EDWARD BELLA E RENESMEE AGORA COMPLETA


Source | Via via: RP LIFE

ENTREVISTA DE KRISTEN À USA TODAY.


Kristen Stewart fez o que a maioria dos atores na sua situação não fariam: no meio de um escândalo pessoal, ela saiu para promover o seu pequeno, íntimo e muito pessoal filme, On the Road. “Obrigado. Obrigado”, diz Stewart, quando disse que era bom para ela ter ido, dado a todas as especulações a sua volta.
Ela concedeu entrevistas ao lado do co-star Garrett Hedlund e do diretor Walter Salles. Mas ela apareceu, e por isso, eu respeito-a O filme é baseado no livro seminal americano de Jack Kerouac. Hedlund interpreta Dean, que tem o que poderia ser descrito generosamente, uma relação muito pouco convencional com sua noiva adolescente, MaryLou (Stewart). Além disso, Twihards, ela é uma boa rapariga, que é inteligente e que gosta de ler, e elegeu On the Road como o seu favorito.
“Eu era muito nova quando li. E eu ficava a pensar em relação ao futuro. Isso é o que estará no meu caminho? Era sobre saber que eu não estava ali ainda. Eu não tinha percebido quais eram as minhas ambições. Isso  fez-me menos insegura e um pouco mais forte. Ela não está brincando.” Eu teria feito qualquer coisa no filme. Eu teria sido qualquer membro da equipa. Eu teria seguido a equipa de carro como um fã só para estar próximo deles”,disse Stewart.” Conhecer a mulher por trás da personagem – ela não é a personagem principal e  quer saber que tipo de pessoa vive assim? ” “Uma sábia personalidade, somos tão diferentes. Estou apenas um pouco mais fechada ao decorrer do tempo, eu acho que vai passar”, diz Stewart. “Eu não acho que seja possível mudar quem você é”.
Para Hedlund, o livro foi “algo especial e mudou a forma como eu passei a escrever. A maior parte do tempo, eu estava sozinho, trabalhando em diferentes países. Tive muito tempo de inatividade e eu estava escrevendo mais e mais. O bloco de notas parecia ser amigo de Kerouac.”  Dean deixa a sua esposa grávida. Ele é um homem perdido,  irrita-se facilmente, e tem poucos limites. Como Hedlund entra no personagem? “Eu era capaz de me conduzir sozinho. Há uma série de obstáculos que superei ao longo do caminho e também há as pessoas maravilhosas que se encontra ao longo do caminho. Tem que estar aberto e receptivo e realmente criar conversas.”
Hedlund e Stewart têm personagens livres sem esforço, e tem cenas apaixonadas de amor no filme. “Nada disso foi um acontecimento. Profissionalmente, do ponto de vista de um ator,  faz o que tem que fazer. Acho que gira em volta de se sentir segura com quem se está e que está lá pelas razões certas”,diz Stewart. “A única maneira de fazer justiça a MaryLou era  sentir-me livre e natural ao interpreta -la. Ela sempre foi fácil. Foi tudo feito tão rapidamente.” Para a atriz, o filme foi uma boa pausa na sua grande série Crepúsculo. “Eu tenho muita sorte. Eu comecei a mudar as coisas. Cinco anos de uma coisa … é um pouco estúpido”, diz Stewart. E a questão mais importante do dia: por que seu dedo tem uma tala? “Eu parti-o.”  Stewart encolhe os ombros.
Fonte - Tradução e via:kristenjstewart.net

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...